O principal evento de moda do país, também conhecido por São Paulo Fashion Week, ocorre anualmente na capital paulista e funciona como um divisor de águas entre o que estava em alta até então e as principais tendências previstas para os próximos meses. A 45ª edição do São Paulo Fashion Week acabou nesta quinta-feira, dia 26 de abril de 2018. Foram 6 dias que buscaram inspiração no trabalho do multiartista Conrado Segreto, um dos ícones que marcou época, especialmente, entre as décadas de 80 e 90. Nesse período, foram apresentadas novidades riquíssimas quando os assuntos são estilo e sofisticação. A Páprika acompanhou todos os momentos e preparou uma lista especial com os principais destaques dos desfiles. Continue a leitura para saber mais! 

São Paulo Fashion Week N45: fique por dentro das principais tendências

Inspiração brasileira

 Fauna, flora e elementos regionais. Os desfiles trouxeram estampas com a cara do Brasil em tecidos leves, peças cheias de recortes e sobreposições. A coleção de Lenny Niemeyer representou muito bem a trend tropical, perfeita para os dias quentes do verão. 


Cores neutras 

A neutralidade das cores foi outra tendência que marcou presença nesta última edição do São Paulo Fashion Week. Muitos estilistas trouxeram tons sóbrios para as passarelas, em peças lisas nas cores cinza, preto, branco, terrosos e nudes diversos. Nem mesmo os que utilizaram roupas coloridas ousaram na tonalidade, preferindo uma paleta mais light, do rosa claro e lilás ao azul candy.

Transparência 

Saias, vestidos e camisas com transparência apareceram no ano passado e continuam fortes pelos meses que seguem. A combinação de tecidos leves e fluidos, como crepe, cetim e algodão, dá o caimento perfeito para quem busca um visual com mais frescor. 

Recortes

Se há um detalhe que esteve presente em quase todos os nomes participantes do São Paulo Fashion Week 2018, este é o recorte variado. Saias longas em evasê, peças únicas mostrando o abdômen, bodies, blusas e vestidos com cortes em formatos triangulares e retos lotaram as salas principais. Recortes inesperados, que transformaram os looks em algo incrível.

Muita discrição 

 Ao mesmo tempo em que algumas marcas mostraram o corpo, em especial barriga, braços e pernas, outras apostaram em modelos super discretos - tanto no corte quanto nas cores. UMA Raquel Davidowicz foi um dos desfiles que teve essas características bem marcadas, com peças fechadas seguindo a linha oversized totalmente conceitual. 

-- 

Gostou das dicas que extraímos do calendário oficial da moda brasileira? Para saber mais sobre as tendências fashionistas no Brasil e no exterior, fique de olho no blog da Páprika. Veja também: